Como se Candidatar para uma Vaga de Mestrado

A importância da orientação no desenvolvimento ao projeto de pesquisa.

Nos últimos meses, eu participei dos processos seletivos para mestrado de duas universidades federais, tendo as dedicações alcançadas aprovações das etapas iniciais para as seguintes, inclusive para o deferimento e homologação da inscrição, entre outras dependerá da elaboração e submissão do projeto de pesquisa devidamente aprovado pela comissão organizadora. Ora, se você tem a sua inscrição deferida, é bem provável que seu projeto tenha sido aprovado.

Ocorreram que, quando da apuração das notas finais apareceram métodos de cálculos desconhecidos que foram contribuídos para desclassificação nos resultados finais. Agora, eu dou razão quando amigos e professores ofereceram as dicas quanto à importância da obtenção de orientação no desenvolvimento do projeto de pesquisa desde o momento de efetuar sua inscrição. Muitos professores experientes perguntaram: “você tem orientador”? Eu não, respondia. Então, eles retrucavam: “se não tens é melhor o ter”!

Dessa forma, hoje eu entendo claramente da importância de só candidatar a uma vaga de mestrado se tiver a definição de quem será o orientador para o desenvolvimento do projeto de pesquisa. Ou, como uma das sugestões pela banca examinadora da análise e arguição do projeto de pesquisa, iniciar mestrado por meio ao processo seletivo como aluno especial, tendo os propósitos de construir rede de relacionamentos com orientadores nas universidades que você pretenderá candidatar-se a vaga de mestrado.

Um exemplo: certa vez, eu tive a oportunidade de conseguir vaga de mestrado por meio de aluno especial, devido meu projeto de pesquisa ter sido selecionado. Daí, àquela ocasião um dos alunos regulares chamou-me no particular e sugeriu para que eu buscasse tal orientador, conforme meu objeto e justificativa ao projeto de pesquisa. Esse aluno regular, ainda, ponderou “se eu não tivesse para eu arrumar”.

Tá aí, de nada adianta você ter bom desempenho das provas objetivas e discursivas, se o seu projeto de pesquisa não for desenvolvido em conjunto com o possível futuro orientador da universidade a que você se candidatou para a vaga de mestrado tão desejada.

Assim, eu sugiro a você caso a vaga de mestrado exigir elaboração e apresentação do projeto de pesquisa: antes de efetuar sua inscrição procure o orientador na universidade a que pretende se candidatar.

E por fim, se você não tiver orientador para ajudar você, ainda, no desenvolvimento do projeto de pesquisa: esqueça o mestrado!

Edmilson Antonio de Paula

É Contador no IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, no campus Barretos. Bacharel em Ciências Contábeis e Especialista em Contabilidade Pública.