O significado de cultura

Cultura significa todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade da qual é membro.
Cultura também é definida em ciências sociais como um conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e praticas sociais, aprendidos de geração em geração através da vida em sociedade.

Os parágrafos acima mencionados foram extraídos dos acessos, em 18 de maio de 2016, da página eletrônica www.significados.com.br/cultura, [1] para que com conceitos de cultura, antigos e ao mesmo tempo modernos, possamos falar dessa classe gramatical “substantivo feminino” que é parte integrante do espaço de cultura, estudos e pesquisas para contabilidade, aos custos e dos orçamentos aplicados no setor público.

Dessa forma, a cultura que queremos trazer para esse nosso espaço é a de valorizar não somente a cultura contábil, custos, financeira, orçamentária e patrimonial, mas também as transformações das pessoas através dos livros, das músicas, dos poemas. Quer seja ler, quer seja escrever, quer seja ouvir.

Assim, se voltarmos num passado bem distante, a contabilidade, por exemplo, era feita de maneira manual, e a transformação de como ela é feita e processada nos dias de hoje, podemos sim, nos recorrer a classe gramatical, o substantivo feminino: “cultura”.

A contabilidade é uma ciência social, como a cultura nas ciências sociais, pois muitos pesquisadores assim os classificaram uma vez que, das ações humanas, são provocadas modificações no patrimônio das pessoas, das entidades públicas ou privadas, com ou sem fins econômicos ou lucrativos.

 

Edmilson Antônio de Paula
Graduado em Ciências Contábeis
Pós-Graduado Especialista em Contabilidade Pública
É contador do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Câmpus Barretos.