Recomeçar de Novo

Bem recente postamos no Blog Edmilson de Paula, o texto igualmente escrito por Fabíola Simões, que eu compartilhei no espaço de leitura, tendo o título “Todo silêncio tem um nome, tem um motivo…” Desta vez, estamos trazendo o título “Como começar do zero independentemente da idade que tiver”. Eu preferirias chamá-lo de Recomeçar do Zero.

Por que publicar tais textos no Blog Edmilson de Paula? Foi porque os verbos “silenciar” e “começar” usados nos títulos dos textos escritos pela autora, em que mencionei, identificamos uma vez que, adotados na busca dos meus objetivos na área profissional. Às vezes, amigos nobres meus me perguntam: “como é se tornar servidor público com atuação na sua área de formação escolar”? Eu sou bacharel em ciências contábeis. Tive que recomeçar minha vida profissional do zero, independentemente dos fatos que levou a isso. O mais importante é que eu consegui ser servidor público. Sou feliz por ser contador público. Por outras palavras, além de eu tornar meus sonhos em realidade, aprendidos quando queremos determinadas coisas, independente as quais áreas da vida sejam, se lutarmos com determinação e disciplina obtermos, sem dúvida alguma, dos resultados almejados. Só me trouxe crescimento pessoal e profissional.

O Blog Edmilson de Paula, eu criei não para contar da minha vida, se assim o fosse teria criado diário online. Tem por principal objetivo de estudar e pesquisar a contabilidade, os custos e os orçamentos aplicados no setor público, bem como transmitir informações acerca da literatura, por exemplo. Não o de copiar um livro, mas o de citar trecho e opinar, quando for o caso.

Assim, o texto que seguirá que eu peço licença por minha preferência de o chamar “recomeçar de novo”, apesar de reproduzi-lo na sua íntegra e fazendo menção da sua autoria, tudo em respeito aos créditos merecedores da notável escritora. Esse belo texto traz valiosas sugestões de como superar os desafios que a vida, às vezes nos impõe, e nada nos resta, a não ser lutar por nossos sonhos. E quando nos referimos a sonhos, estamos por dizer: “sonhar com olhos arregalados”.

Como Começar do zero independentemente da idade que tiver.

Por a soma de todos afetos, em 20 de junho de 2016.

A Soma de Todos Afetos (http://www.asomadetodosafetos.com/), blog oficial da escritora Fabíola de Simões.

Começar do zero não é fácil. É como dar um salto no vazio, como conter a respiração enquanto deixamos para trás coisas e pessoas às quais é necessário dizer adeus.

É muito possível que você já tenha tido que começar de novo em mais de uma ocasião. Pode ser que este “recomeço” se devesse a um tema de trabalho ou pode ser inclusive que tivesse como origem um tema afetivo, pessoal ou familiar.

Um aspecto que, em algumas situações, pode nos frear na hora de dar o primeiro passo e construir uma vez mais nossos próprios caminhos em busca da felicidade é pensar que “já é tarde demais”, que ter certa idade supõe, por exemplo, ter que ceder, calar e aguentar porque nossas oportunidades já passaram. Não é bem assim. Nunca é tarde para sair do sofrimento, e na verdade esta é uma obrigação para com você mesmo.

Propomos que você leve em conta esta série de recomendações para poder começar do zero seja qual for o seu problema.

Como começar do zero em qualquer idade. Pense no futuro e pergunte a si mesmo coo gostaria de se ver. Se você tiver dúvidas, se sentir medo, faça o seguinte exercício de visualização: imagine-se dentro de dois anos, mas imagine-se feliz, satisfeito e tranquilo. Agora, avalie como se sente nestes momentos: aí está o motivo. Mais do que buscar a felicidade ideal, na vida é preciso ter paz interior, equilíbrio e satisfação. Se você não sentir estas mesmas dimensões agora, é necessário fazer uma mudança. Você merece uma nova oportunidade.

Comece com pequenos objetivos a curto prazo. Toda mudança requer, em primeiro lugar, tomar pequenas decisões que pouco a pouco nos levarão a dar o passo final. Estes seriam alguns exemplos destes pequenos objetivos que deveríamos propor a nós mesmos.

Hoje vou controlar minha angústia e meu medo. Dado que já sou consciente de que vou começar de novo, assumo e aceito minha decisão. Vou substituir meu medo pela tranquilidade interior e a determinação. Hoje vou buscar informação sobre como eu gostaria de começar outra vez (oferta de emprego, ajuda dos serviços sociais ou outros organismos oficiais…).

Você não está sozinho como pensa: busque apoio. Sem dúvida, começar uma nova etapa nos causa medo, angústia. No entanto, um modo de encontrar forças é sentir que alguém nos apoia ou nos entende neste novo caminho.

Seja inteligente na hora de buscar apoio. Haverá familiares ou amigos que não darão bons conselhos, e inclusive que recomendarão que você “não o faça” ou “aguente um pouco mais”. Se você tomou a decisão de começar de novo, busque a proximidade de pessoas que passaram pela mesma coisa que você está enfrentando. Elas, sem dúvida, poderão oferecer os melhores conselhos e os melhores apoios.

Seu futuro não está escrito e o amanhã pode ser repleto de novas oportunidades.

Se o passado serve para algo, é para nos ensinar, para nos oferecer sabedoria, acerto e maturidade, e isso é algo que você pode aproveitar. Você é alguém sábio em relação a vivências e aprendizados na vida. É valor adicionado, uma arma de poder.

Pense que quando damos o passo rumo à mudança, tudo é incrivelmente novo, mas o novo não é ruim. Ele nos assusta, mas nos oferece a oportunidade de alcançar aquilo que buscamos ou desejamos.

O que você deseja é, antes de mais nada, sentir-se bem consigo mesmo, libertar-se das angústias, lágrimas, ou do fracasso que não deve determinar sua vida, e sim servir como incentivo para dar um passo mais além e encontrar o seu sucesso particular.

Derrube suas próprias atitudes ou pensamentos limitantes.

Sou velho demais, certamente não vou encontrar trabalho. Pense em que são as suas habilidades e seja criativo na hora de “vender-se”. Mais do que procurar, consiga ser procurado por oferecer qualidade ou algo novo. Faço uso da sua criatividade.

Nunca estive sozinho e não vou conseguir me virar. Derrube este pensamento que o limita e entenda que a solidão é o reflexo da liberdade, e é aí que você encontrará de novo para construir sua própria felicidade.

Com certeza vou fracassar e vai dar tudo errado. Acabe com essa ideia. Você não é um profeta, não pode adivinhar o que vai acontecer ou não. Leve em conta que os pensamentos geram emoções e um pensamento negativo, no final das contas, gera uma atitude fatalista.

Certamente ninguém irá me apoiar e nada disso vai valer a pena. Não reforce este tipo de ideia. O apoio mais importante com o qual você deve contar é o seu próprio. Mais tarde, os bons amigos, a família mais nobre e pessoas que você irá conhecendo dia após dia irão oferecer seu grãozinho de areia para que você construa sua nova vida.

Pouco a pouco você se dará conta de que tudo valeu a pena. Começar do zero é algo duro e complexo, mas mantenha o seu objetivo. Você merece ser feliz, merece deixar de lado os dias de escuridão e de mal-estar.

_______________________________________________________________________________________________________

Fabíola Simões, nasceu no sul de minas, onde cresceu e aprendeu a se conhecer através da escrita. Formada em odontologia, atualmente vive em Campinas com o marido e o filho. Dentista, mãe e também blogueira, divide seu tempo entre trabalhar num centro de saúde, andar de skate com Bernardo, tomar vinho com Luiz, bater papo com sua mãe e, entre um café e outro, escrever no Blog. Em 2015 publicou seu primeiro livro: “A Soma de todos os afetos” e se prepara para novos desafios. Descubra favoritando o blog e seguindo nas outras redes sociais.

_______________________________________________________________________________________________________

Aproveitamos as dicas deixadas pela autora, que eu tenho enorme gosto de destacá-los, haja vista poder nos ajudar, e por coincidência antes mesmo de ter conhecido tais ensinamentos, sem a pretensão nenhuma de se envaidecer, tive a oportunidade de adotar os verbos silenciar e recomeçar para encarar meus objetivos escolhidos.

“Parece que esse ano a vida pegou pesado com a gente, exigindo aprendizados e evoluções, pedindo que cumpríssemos lições antigas, que entendessemos um pouco melhor nossa missão, que fechássemos ciclos e reinventássemos”. (Clara Baccarin).

Edmilson Antonio de Paula
É Contador no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, do câmpus Barretos. É Bacharel em Ciências Contábeis e pós-graduado – especialização em contabilidade pública e responsabilidade fiscal.